Karma e Dharma


Karma e Dharma


Arleime Fogaça

Qualquer ato seja este bom ou mal, tem a sua conseqüência em retorno.

Se praticarmos o bem a conseqüência será positiva para nós, se tivermos má ações as conseqüências serão ruins. 

Não existe efeito sem causa e nem causa sem efeito.

As ações humanas habitam em frequências de consciência ou de inconsciência e nos tornarão responsáveis pelos acontecimentos em nossas vidas.

O Dharma na lingua sânscrita significa realidade ou ainda virtude.

Se as más ações se somarem maior do que a luz gerada , o resultado do retorno será um Carma,ou retorno negativado, ou seja, sofrimento, dor, adversidades, etc.

A palavra de origem sânscrita Karma significa ação. Podemos entendê-la como lei de ação e conseqüência.

Os tipos de Carma.
Existem vários tipos de Karma por atração pessoal ou coletiva:

Individual: quando é aplicado especificamente a uma pessoa, no caso de uma doença.
Devido a inconsciência das escolhas podemos causar diretamente nosso próprio sofrimento.
Ex: uma pessoa que atravessa uma rua sem a devida atenção e que é atropelada).

Familiar: quando afeta toda uma família.Por exemplo, no caso de se ter um membro da família que é viciado em drogas, esta vibração trará sofrimento para todos ao redor.

Regional: quando é aplicado em determinada região. Temos como exemplo as secas, enchentes ou outras adversidades climáticas que ocorrem em determinados lugares e regiões.

Nacional: é uma ampliação do carma regional. Temos o exemplo de países que são assolados pela guerra, ditaduras, misérias, desastres naturais, etc.

Mundial: quando é aplicado a toda humanidade. Temos o exemplo das guerras mundiais e, atualmente, vemos a imensa degradação e a progressiva escassez dos recursos naturais, iminência de guerra nuclear, grandes desastres naturais, ameaças de epidemias, etc.
Neste momento não poderíamos deixar de alertar que estão ocorrendo grandes transformações em nosso mundo.

Katância: é o carma mais rigoroso, que é aplicado aos Mestres, que apesar de suas inúmeras perfeições, podem cometer erros e ser penalizados.

Kamaduro: que é o carma aplicado a erros graves, assassinatos, emboscadas, torturas, etc. Esse tipo de karma não é negociável e quando é aplicado vai inevitavelmente até as suas consequências finais.

Karmasaya: esse carma também não é negociável e é aplicado quando a pessoa comete adultério.

Karma do adultério? Quando duas pessoas se unem sexualmente, por estarem internamente casadas, seus Karmas se somam e tornam-se comum às duas pessoas.
E se uma dessas duas pessoas tiver outra relação sexual com uma terceira pessoa, essa última terá o Carma das três pessoas, e assim por diante.

Nossos carmas podem ser transcêndidos ou eliminados em conjunto à renúncia e entendimento de nossas ações.

A correção em escolhas sábias, através do reconhecimento e da consciência dos nossos erros, da eliminação da ira desnecessária,da inveja,do orgulho, libera a nova força para que haja a renovação das experiências

A causa dos erros e por conseguinte, de todo sofrimento advém das crenças sem uso do poder do coração.

O ego, ou carma público tem seus efeitos quando as escolhas são feitas através do medo de se ser único, ou seja,unido a Deus.

O mundo é um paraíso quando convivemos em estados de luz e paz e eliminamos as baixas vibrações dos exemplos desarmónicos e das abominações sociais.

Conforme vamos nos cuidando em boas vibrações eliminamos os nossos próprios defeitos através da luz e da consciência e elevamos as frequências dos acertos através do amor. O que vem de baio não atinge que esta em alta vibração.
Assim surge o dharma:
Amor, como fonte divina.
Amor, como remédio para a alma.
Amor, como doçura, luz e transcendência.
Amor como boa energia em divindades na alma

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mantras Alquimicos